quarta-feira, 22 de abril de 2009

Trânsito

No domingo passado, noticiaram no fantástico sobre a proibição de motos circularem entre os carros nas vias publicas, realmente um assunto recorrente a nas grandes cidades, e até nas médias como Pelotas, motoristas de carros reclamam de motociclistas, motociclistas reclamam de motoristas de carros. Vamos aos fatos o motivo da matéria foi o projeto de lei de autoria do Dep. Federal Marcelo Guimarães Filho do PMDB Bahia, projeto esse já aprovado na câmara dos deputados aguardando aprovação do Senado para entrar em vigor, Lei que PROÍBE a circulação de motos no corredor que se forma entre os carros.

Na mesma matéria foi entrevistado um motoboy muito experiente na função mas a matéria nesse momento não vem ao caso e sim a minha visão sobre essa lei, já é muito difícil dirigir uma moto no centro de uma cidade os corredores entre os carros muitas vezes são o que restam para circular falo isso com bastante propriedade, já que tenho CNH categoria AB (moto e carro) amais de cinco e moto dirijo dede os 11 anos, sim mal alcançava com os pés no chão enquanto dirigia, e noto que muitas vezes enquanto dirijo minha moto sou forçado a ficar no corredor por que simplesmente carros e ônibus me empurram para esses corredores, que aqui em pelotas são bastante estreitos, assim muitas vezes quase bato em retrovisores de carros, muita vezes dos mesmos que me empurram.

E o grande motivo da minha fúria não foi nem essa lei que se aprovada duvido que seja cumprida, é caso que me aconteceu a alguns dias atrás, um táxi, isso mesmo veiculo conduzido por um “profissional” me ultrapassou de maneira irresponsável, gicou a poucos centímetros de me bater, para sinalizar que eu estava ali dei um leve toque na buzina, nesse momento me veio a surpresa, o cara simplesmente freou o carro e dobrou a direita, estávamos em uma rodovia, colocou as rodas do lado direito no acostamento, não tive tempo suficiente de desviar acabei batendo na traseira do carro do desgraçado e cai no chão, o taxista ainda veio me xingar dizer que tinha que apanhar epagar reparo do carro mas ele ia deixar por isso mesmo e foi embora, só me lembro que carro era um Corsa sedan branco e o numero final da placa era 86.

Eu acabei com um braço queimado do motor da moto, um dedo e uma perna com escoriações e muito dolorido, a moto arranhou um pouco o paralama e os painel, mas esse prejuízo vou ter engolir sozinho.

Por isso acho que essa lei por si só não resolve em nada a questão do transito e se o Deputado como o motoboy desafiou não quis dirigir uma moto em São Paulo, já que segundo ele nunca tinha dirigido uma moto, eu o convido a dar uma volta em pelotas, dirijo ocupando a vaga de um carro paraele poder ver com seus próprios olhos como isso é impossível. E convenhamos como uma pessoa que nunca dirigiu uma moto pode querer regulamentar o trafego de motos, é como minha mãe passar a escrever um metablog.

Fiquem com uma foto do meu machucado mas acreditem podia ser bem pior, e o que me indigna é que foi proposital, acidente causado por um dito profissional acredito que existam taxistas que saibam dirigir mas esse desgraçado não sabe, e desejo que um dia descubra isso de maneira terrível mas sem prejudicar outras pessoas.


3 Comentários:

Larissa. disse...

Bem que eu disse... eu tenho medo de motos x.x'. Mas deixando as brincadeiras de lado, acho que o Brasil precisa é de mais educação e conscientização no transito. O respeito mútuo seria muito mais eficaz que qualquer lei.

Sobre Brasil Nunca Mais! Esse livro é uma referência pra todos que se interessam pelo assunto, como eu. Nunca tive oportunidade de lê-lo todo, mas pretendo terminar quando acabar esse ano. O filme é bem no estilo do livro.

;**

Anônimo disse...

x

Anônimo disse...

Ridículo você assumir que dirige desde os 11 anos de idade. Como confiar que uma pessoa que burla as regras do trânsito desde a infância tenha alguma responsabilidade ao conduzir veículos ou motocicletas. Me poupe! Apague esse texto e vá refletir sobre a sua conduta perigosa não só pra você, mas pra todos os brasileiros. Desculpe, mas você serve de exemplo algum quando o tema é trânsito.

Postar um comentário

Comenta aí e faça um blogueiro feliz!

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO